Academia Vianense de Letras

Joaquim de Oliveira Gomes, 4º e penúltimo filho de Joaquim Cutrim Gomes e Enide de Oliveira Gomes, nasceu em Viana, no dia 18 de setembro de 1961.

Alfabetizado pela própria mãe, logo foi encaminhado para as mãos das professoras Zeíla Cunha Lauletta e Izidorinha Furtado, antes de ingressar na escola oficial, aos oito anos de idade. Em 1969, ingressou no extinto Grupo Escolar São Sebastião, para fazer o antigo primário. Desse período, guarda lembranças carinhosas das professoras Maria Antonia Gomes, Luiza Gomes, Maria Sousa, Ovídia, Marisete e Lucimar Gonçalves. Em 1973 iniciou o ginasial no Ginásio Prof. Antônio Lopes, transferindo-se para o Bandeirantes na 2ª série, onde concluiu o curso em 1976. No secundário, fez o chamado 1º ano básico na Escola Normal N. Senhora da Conceição. Decidido a tornar-se técnico em contabilidade voltou ao Antônio Lopes, a fim de integrar a 1ª turma de concludentes do curso daquela instituição, em 1979.

Em 1982, mudou-se definitivamente para São Luís, tornando-se então funcionário da Secretaria da Educação, oportunidade em que pôde viajar a trabalho e conhecer várias cidades do interior. Em 1996 foi aprovado no vestibular para o curso de Letras da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), concluído três anos depois. Em 2003, defendeu a tese de conclusão do Mestrado em “Teoria Literária” pela Universidade Estadual Paulista de São José do Rio Preto (SP).

A opção pelo magistério iniciou-se ainda em Viana, logo após concluir o segundo grau, quando lecionou por curto período a disciplina Língua Portuguesa no Centro Cenecista Prof. Antônio Lopes. Bem mais tarde, já em São Luís, abraçaria definitivamente a profissão ao tornar-se professor de Língua Portuguesa e Literatura no Núcleo de Cultura Lingüística da UFMA. Atualmente, leciona na rede pública estadual e na Faculdade Atenas Maranhense. Nesta última, exerce conjuntamente as funções de Diretor Acadêmico, de Professor e Coordenador do Curso de Letras e de Professor e Coordenador do Curso de Pós Graduação em Língua Portuguesa e Literatura. Ali também criou o Grupo de Estudos “Boca de Forno”, voltado para o estudo da poesia e preside, ainda, a Comissão de Editoração da Faculdade. Na UFMA, é Presidente do Projeto “Prata da Casa”.

Joaquim prefaciou os seguintes livros de poesia: Ergástulo gozo da palavra, da poetisa maranhense Rosemary Rego e Necróple, do poeta Theotônio Fonseca. O poema de sua autoria, Presente de Meiga, prefacia o livro de poesias da escritora goiana Regina Lúcia de Araújo. Esse mesmo poema foi encenado na Brodway, em meados de 2000, quando a escritora goiana se encontrava em Nova York.

O professor Joaquim tem publicações em revistas especializadas na sua área de atuação, além de outros veículos de natureza poética, destacando-se crônicas e poesias. No caderno especial do jornal O Estado do Maranhão, em edição alusiva ao aniversário da cidade de São Luís em 2007, teve publicada a poesia Tributo a São Luís, em homenagem à cidade que lhe acolheu. Em 2008 lançou um livro de contos infantis, intitulado O jabuti que falava inglês. Atualmente, dedica-se à publicação do seu primeiro livro de contos, chamado Além do Sacoã que, segundo suas palavras, “é uma forma de homenagear a sua cidade natal de maneira idílica”. Como extensão das atividades acadêmicas e como amante da boa literatura, Joaquim participa de eventos ligados à linguagem, proferindo palestras, comunicações e debates.

Joaquim Gomes é membro fundador da Academia Vianense de Letras, ocupando a Cadeira nº 5, cujo patrono é o Monsenhor Manoel Arouche, sobre quem vem reunindo informações para futuras publicações.

Por Luiz Alexandre Raposo