Academia Vianense de Letras

Trata-se de um ensaio sobre os bastidores da crise política que culminariam na destituição do médico Achilles Lisboa do cargo de governador do Maranhão, nos idos 1935/1936, quando o país vivia sob a ditadura Vargas.

O autor relata, neste livro, a extrema instabilidade a que se viram expostas as instituições democráticas maranhenses, em decorrência dos embates e disputas políticas que antecederam o impeachment do governador Achilles Lisboa, e as inevitáveis mazelas socioeconômicas acarretadas ao Estado.

Fruto de minuciosa pesquisa em jornais e publicações diversas da época, a obra é de grande importância para quem se interessa em estudar este turbulento período da história do Maranhão.