Academia Vianense de Letras

Em 23 de novembro de 2013, a então Secretária Adjunta de Estado da Cultura, Marlilde Mendonça de Abreu, recebeu a placa de "Honra ao Mérito Vianense", durante reunião solene da AVL. O acadêmico Heitor Piedade Júnior proferiu a saudação à homenageada do ano.

Leia abaixo, na íntegra, a saudação a Marlilde Mendonça de Abreu e fotos do evento:

 

Nesta noite, Viana está em festa, senhoras e senhores, porque pode nesta hora participar da homenagem que se presta a uma das mulheres vianenses mais ilustres de nossa nova geração de intelectuais e, sobretudo, a uma mulher vianense portadora de um somatório  de valores   cívicos  e  morais.

Por isso, tenho a alegria e o orgulho de fazer e repetir, tantas vezes, essa afirmação que enaltece a todos nós, nascidos ou moradores desta “Gleba que Canta”, em poder proclamar que: nesta noite, Viana está em festa.

Mas quem é essa personagem a receber tão simbólica e merecida homenagem?

Marlilde Mendonça de Abreu, nascida nesta terra encantadora e amiga, também, por tantas vezes, uma terra sofrida. Veio à luz, nossa homenageada desta noite, na casa de sua família, na Rua Celso de Magalhães, nº 50 (antigo prédio denominado Porão), nesse mesmo prédio que sediou, por algum tempo, a Escola Agrupada São Sebastião.

Enquanto sua saudosa mãe, a senhora Maria José Penha Mendonça, suspirava de alegria e emoção pelo nascimento da oitava filha, seu pai, Sr. Acrísio Mendonça, cavalgava da Fazenda Nazaré, no coração de nossos campos, na companhia de seu irmão Altevir Mendonça, em direção a Viana, para conhecer mais um rebento da filharada. Marluio, irmão mais velho, correu ao encontro do pai que vinha pelo antigo Caminho do Fio ou, talvez, pela estrada das Colhereiras, e bradou aos quatro ventos, sentindo-se premiado com mais uma irmãzinha: “Papai, é outra mulher!”

Passaram-se alguns aninhos e a garota loirinha de olhos bem azuis, como os céus de nossa terra, foi alfabetizada pela esposa de um dos vaqueiros da fazenda. Mais alguns anos se passaram, e Marlilde partiu para São Luís, aos oito anos de idade, para morar com as outras irmãs em casa alugada pelo pai, com a preocupação de que se iniciasse cedo  a peregrinação  em busca   de  sua formação cultural.

Em São Luís, conheceu seu príncipe encantado, casou-se com o Dr. Alexandre Ayrton Muniz de Abreu, oriundo das terras, não menos encantadoras, das regiões do rio Munim.

Depoimento do marido, Alexandre Abreu:

Nós nos conhecemos no período ginasial, eu estudando nos Maristas e ela na Escola Técnica. Fizemos uma viagem de estudo pela operação Mauá,  para a cidade  do Recife – Estado de  Pernambuco,   e no preparatório dessa viagem  começamos a “paquerar”, e voltamos namorando ao final da viagem.  Na realidade,  ela já havia me “paquerado” antes, sem que eu percebesse. Terminando por  planejar nosso casamento, o que aconteceu às 10 horas da manhã, no dia 13 de junho de 1981 (dia de Santo Antônio), na Igreja dos Remédios, em São Luís “.

Dessa união feliz, nasceram os filhos: Carol Mendonça de Abreu; Bruna Mendonça de Abreu e André Mendonça de Abreu.

Currículo de Marlilde Mendonça de Abreu:

  • Alfabetização: Realizada na Fazenda Nazaré, em Viana.
  • Curso Primário: Grupo Escolar Sotero dos Reis, em São Luís, 1962-1967;
  • Curso Ginasial: Colégio Estadual Instituto de Educação, em São Luís: 1968-1971;
  • Curso Colegial: Colégio Dom Bosco, em São Luís: 1972-1974.

Formação Acadêmica:

  • Bacharel em Ciências Econômicas, pela Universidade Federal do Estado  do Maranhão:  1975-1978;
  • M.B.A. Executivo em Gestão e Políticas Públicas, realizada na Fundação Getúlio Vargas(abril de 2003 a julho de 2004);

Atividades Profissionais:

  • Auxiliar de Escritório da CAPEMI (agosto 76 a maio 78);
  • Técnica da “Pesquisa Sócio Econômica das Áreas de Babaçuais nos Estados  do Maranhão e Piauí”  - Convênio entre a Secretaria de Tecnologia Industrial e o Ministério da Agricultura (de julho 78 a agosto 80);
  • Economista da COAB—MA, (desde novembro de 1980 até a sua extinção);
  • Chefe da Divisão Financeira do Instituto de Pesquisas Econômicas e Sociais do Maranhão (de fevereiro 86 a abril de 88);
  • Assessora Parlamentar no período de fevereiro 91 a dezembro de 92, quando na ocasião, tornou-se responsável   pela organização do PSC no Estado do Maranhão;
  • Secretária Municipal de Planejamento, Administração e Finanças do Município de Caxias-Maranhão, no ano de 1993;
  • Chefe de Gabinete da Auditoria Geral do Estado, ( de fevereiro95 a janeiro 99); Gerente de Estado de Desenvolvimento Regional de Pedreiras(de janeiro 99 a abril 2002);
  • Auditora Geral do Estado do Maranhão, (de abril/2002 a setembro de 2004);
  • Secretária Municipal de Planejamento, Administração e Finanças do Município deSão José de Ribamar, no ano de 2005;
  • Assistente Parlamentar da Senadora Roseana Sarney, junto ao Senado Federal (2006 a 2009);
  • Atualmente exerce o cargo de Secretária Adjunta da Secretaria de Estado da Cultura, desde abril de 2009.
  • Cidadã Pedreirense, título que lhe foi conferido na comemoração  do nonagésimo aniversário da cidade do encantado e belo rio Mearim,  pelos serviços prestados, quando exerceu o cargo de Gerente Regional dessa bela cidade, considerada porta de entrada do Sertão Maranhense.

Outras atividades Culturais:

Desde 2009, portanto, a Dra. Marlilde Mendonça de Abreu, nossa homenageada, nesta noite, vem prestando fundamental apoio aos projetos e atividades culturais vianenses, tais como:

  • Apoio à realização do Último Congresso Cultural de Viana, organizado pela Fundação Conceição do Maracu;
  • Apoio à restauração da valiosa imagem de Nossa Senhora de Nazaré, imagem de grande significado devocional e artístico, para a comunidade católica e cultural de Viana;
  • Apoio imprescindível para a conclusão do projeto completo de restauração da Igreja Matriz, atual Catedral de nossa Diocese, atualmente à espera de verba federal, a fim de que a obra possa ter início;
  • Apoio à criação e manutenção da Casa da Cultura de Viana;
  • Apoio a vários grupos de Bumba-Boi de Viana, principalmente para aqueles grupos que se apresentam em São Luís, no período junino;
  • Apoio à manutenção da centenária farra do “Passa Fogo no boi”, a cargo do incansável Zé de Betrone e seus heróis companheiros;
  • Apoio à reorganização do grupo de Reis (sob organização de Maria das Neves e Maria Prego), auto natalino quase esquecido, entre as tradições culturais vianenses;
  • Apoio à preservação do famoso sobrado amarelo, antiga Fábrica Santa Maria, de tantas histórias em nossa cidade de Viana. Após a retirada das árvores que comprometiam, ainda mais, as ruínas do referido sobrado, atualmente, a nossa homenageada vem se empenhando pela campanha de colocação de colunas de serviço de reforço às paredes que restaram de pé;
  • Apoio às atividades culturais desta Academia de Letras, como alavancar o patrocínio a cantores líricos e pianistas que se têm apresentado durante reuniões solenes deste sodalício. Assim como as publicações de livros com o selo desta Academia, a exemplo de Retrato de um Município de Ozimo de Carvalho, Memórias de América Dias de Luiz Alexandre Raposo, nosso dinâmico presidente e ao Caderno Musical Dilú Mello, este último, com uma publicação que reúne 32 partituras de autoria de uma das filhas mais ilustres desta terra, a cantora, compositora e portadora de tantos outros títulos e talentos culturais na história de nossa Viana.

 Em suma, aqui estão relatados, dentre tantas outras, inúmeras manifestações do dinamismo dessa menina vianense que, por onde passa, deixa um rastro luminoso de seu brilho, como ser humano, e como um espírito voltado para as grandes manifestações em favor da cultura maranhense, notadamente de nossa cidade.

 Por isso, Senhoras e senhores, sinto-me orgulhoso em repetir, mais uma vez, que, por todos esses motivos: “Nesta Noite, Viana está em festa!”

 Parabéns, ilustre homenageada, Dra. Marlilde Mendonça de Abreu.

            Tenho dito.

Heitor Piedade Júnior

Marlilde entre a escritora Laura Amélia Damous e o presidente da AVL , Luiz Alexandre Raposo

Heitor Piedade Júnior ao saudar a homenageada do ano

O acadêmico José Antonio Castro fez a entrega da placa

Marlilde Mendonça de Abreu entre os acadêmicos