Academia Vianense de Letras

Filho de Antonio Cutrim Castro e Eponina Campos Castro, Reinaldo Campos Castro nasceu em 18/08/1938, no povoado vianense de Coívaras, onde viveu até os 10 anos de idade. Depois de alfabetizado pela professora Minolda Ferreira Campos, o menino foi levado para São Luís, a fim de poder continuar os estudos.

O curso primário foi concluído na Escola Modelo Benedito Leite e o antigo ginásio e colegial no Colégio São Luís. Adolescente ainda, Reinaldo precisou trabalhar para garantir a continuidade de seus estudos até ingressar na Faculdade de Direito do Maranhão.

Graduado, o jovem advogado não demorou a submeter-se a concurso para ingresso no Ministério Público, o que ocorreu em setembro de 1969. Foram várias as comarcas do interior do Estado por onde atuou como promotor de Justiça, antes de alcançar a instância da capital para, posteriormente, ser promovido a procurador.

Ao aposentar-se, em agosto de 2008, o procurador vianense deixava escrita uma extensa folha de trinta e nove anos de bons serviços prestados à instituição, o que lhe renderia merecidas condecorações como a medalha do Mérito Judiciário “Desembargador Antonio Rodrigues Velloso”, outorgada pelo Tribunal de Justiça do Maranhão; a medalha “Celso Magalhães” do MP; e a medalha do Mérito “Celina Mochel” da AMPEM.

Casado com Maria de Jesus Soares Castro, pai de dois filhos e avô de duas netas, o procurador de Justiça aposentado, Reinaldo Campos Castro, é um desses vianenses que dignificam a terra que lhes serviu de berço.