Academia Vianense de Letras

Antônio Hadade nasceu na cidade de Viana/MA, no dia 21 de dezembro de 1925. Filho dos libaneses Felippe Hadade e Affife Brahs Hadade, Casou-se com Ruth Simões Hadade, com quem teve quatro filhos: Maria Ângela, Maria Teresa, Maria Cristina e Luís Antônio.

Graduou-se em Medicina pela Faculdade de Medicina da Universidade da Bahia, em 1952. Era um médico permanentemente preocupado com seu aprimoramento, e consta de seu currículo a participação em mais de cem cursos de atualização e extensão cultural.

Dentre suas atividades exercidas, destacam-se: médico concursado do antigo INPS; Secretário Regional de Medicina Social do antigo INAMPS; Superintendente Regional substituto do INAMPS; membro diretor da Santa Casa de Misericórdia do Maranhão; professor fundador da Escola de Medicina do Maranhão (Faculdade de Ciências Médicas) e, posteriormente, professor de Clínica Cirúrgica do curso de Medicina, da Universidade Federal do Maranhão; professor de Clínica Médica na Faculdade de Enfermagem; professor da cadeira de Fisiologia da Faculdade de Farmácia; presidente do Rotary Clube Praia Grande; presidente do Sampaio Correia Futebol Clube; Secretário de Saúde do Estado do Maranhão; Secretário de Saúde e Assistência Social do município de São Luís; diretor do Hospital Presidente Dutra e membro da Associação Americana de Cirurgiões.

Como profissional voltado ao estudo, Antônio Hadade proferiu diversas palestras e conferências sobre assuntos médicos e teve vários trabalhos científicos apresentados no Colégio Brasileiro de Cirurgiões, inclusive em simpósios médicos realizados na cidade de Buenos Aires. Deve-se a ele, também, a implantação da residência médica no Maranhão.

Antônio Hadade não foi só um médico adstrito ao seu consultório, a um centro cirúrgico ou à sua mesa de gabinete. Sua competência dilargou-se em favor da medicina em todo o Estado do Maranhão, contribuindo para sua modernização e aprimoramento. O idealismo do biografado destacou-se, ainda, pela sua participação no ato de criação da Faculdade de Ciências Médicas do Maranhão, e ao continuar ali prestando serviço como professor, até mesmo depois que a referida faculdade foi absorvida pela Fundação Universidade do Maranhão e, posteriormente, pela Universidade Federal do Maranhão, na década de 60.

Em Viana, Antônio Hadade exerceu a medicina com abnegação, servindo à sua terra com a dedicação que sempre o caracterizou. Recém-formado e recém-casado, foi para Viana com sua família, onde passou, na década de 50, aproximadamente sete anos, servindo à sua terra natal. Estava assim, atendendo um apelo de seu pai para prestar serviço em sua terra, depois de formado. Trabalhando no hospital municipal que hoje leva o nome de Dr. José Murad. Antônio Hadade destacou-se pela competência e responsabilidade, contando com o apoio de uma equipe de dedicados enfermeiros, como Santinha Nunes, Enedina Raposo, Helmar Bacelar e o técnico de enfermagem, Emanoel de Jesus Travassos (Sr. Penha).

Outras características do Dr. Hadade que não podem ser esquecidas, segundo depoimento de várias pessoas que o conheciam, eram sua amabilidade no trato com as pessoas, as amizades que promovia e suas risadas cativantes. Antônio Hadade faleceu no dia 14 de abril de 1988, com 62 anos de idade.

Por Lourival Serejo

Dr. Antonio Hadade (ao centro) cercado por sua equipe de trabalho em Viana: (à esquerda) Senhor Penha, Santinha Neves e Helmar Bacelar; (à direita) Chico Travassos, Enedina Raposo e Salu Serra.

O médico e a mesma equipe de enfermeiros observam uma paciente recém-operada