Academia Vianense de Letras

Comentários Semanais”, do padre Eider Furtado da Silva, reúne 33 pequenas crônicas, escritas pelo sacerdote vianense, que foram lidas pela Rádio Educadora do Maranhão, no período de dezembro de 1969 a dezembro de 1970, quando o Brasil atravessava o auge da ditadura militar.

Prefaciado pelo bispo emérito da Diocese de Viana, Dom Xavier Gilles, o livro é uma homenagem póstuma ao padre Eider (um dos membros fundadores desta agremiação cultural), que recebeu o patrocínio de Rômulo Borges Furtado, sobrinho-neto do homenageado.

Abordando temas variados, a obra retrata principalmente a precária situação do lavrador maranhense, injustiçado e espoliado pelos poderes constituídos da época.